Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

Equipa de maratonas MoveFree 2011

 

A Equipa de maratonas da MoveFree sofreu uma reestruturação, que lhe permite enfrentar os novos desafios ainda com maior confiança, sejam eles provas de um ou vários dias, em qualquer parte do Mundo. Assim a equipa pare este ano é composta pelos atletas:

- Sónia Lopes
- Nuno Machado
- Diogo Casado Vieira
- Bruno Espinha
- Bruno Anjos
- Pedro Maia

 

Com objectivos bem definidos para 2011, a equipa pretende mais uma vez demonstrar que, com trabalho  e o melhor equipamento, está ao alcance de todos conseguir metas propostas, até nos desafios mais difíceis.

Assim, para um ano que começa com a participação de Nuno Machado e Diogo Casado Vieira no ABSA CAPE EPIC já em Março, a equipa poderá contar com várias marcas que lhe podem proporcionar o melhor desempenho, energia e resistência ao longo das várias provas nas quais irão participar.

Mais uma vez o Sponsor principal é a MoveFree, mas temos de contar também com a bicicletas da SPECIALIZED com a gama S-WORKS a sobressair, contando também com a robustez e qualidade do novo grupo XTR da Shimano que proporcionará uma maior qualidade na transmissão. A nutrição continuará a cargo da CARBBOOM! Europe com o todo o seu leque de suplementos para as longas distâncias. Renovada também foi a parceria com a COFIDES, marca nacional que aposta na qualidade e no conforto dos seus equipamentos.

A equipa da MoveFree irá ainda colocar à prova os componentes de uma nova marca nacional, a SNV, de onde destacamos os Pratos Pedaleiros e Bar-Ends.

As aventuras da podem ser acompanhadas na BIKE MAGAZINE que é a revista nacional da especialidade de maior leitura e que mais um ano se junta ao nosso projecto como Media Partner. Já em Fevereiro vamos levantar o véu sobre o que será o ABSA CAPE EPIC 2011

Com este grupo de parceiros a garantirem a fiabilidade e robustez do material esta equipa parte confiante para os maiores desafios de 2011 que são:


- Nuno Machado - ABSA CAPE EPIC - 8 etapas - África do Sul
- Diogo Casado Vieira - ABSA CAPE EPIC - 8 etapas - África do Sul
- Bruno Espinha - TRANSPORTUGAL GARMIN - 9 etapas - Portugal
- Sónia Lopes - Campeonato do Mundo de 24 Horas - 24 horas - EUA
- Pedro Maia - Campeonato do Mundo de 24 Horas - 24 horas - EUA
- Bruno Anjos - Campeonato do Mundo de 24 Horas - 24 horas - EUA

 



"E é com espírito tranquilo e descansado, pois sabemos que vamos utilizar material de enorme qualidade, que nos estamos a preparar diariamente para a época que se avizinha longa." Como nos refere Pedro Maia.

Já para Sónia Lopes, "O importante agora é colocar este material nos trilhos e começar a usufruir, da melhor forma, do prazer de andar de bicicleta e esperar que os resultados venham por arrasto."

Sem mais, convidamos todos a que se juntem a nós nesta vontade de mostrar marcas e empresas nacionais além fronteiras.

Nós vamos seguir por aqui no blog e podem seguir-nos também nas páginas da Bike Magazine.

Até breve e pedalem muito.

 

 

Texto: Nuno Machado.


Publicado por Eupedalo às 12:15
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

Equipa MoveFree vence o Tribike da Lousã.

Após o adiamento da 1ª edição do Tribike devido às condições climatéricas adversas, realizou-se no passado Domingo este evento, que teve como pano de fundo a magnifica paisagem da Serra da Lousã. O evento foi levado a cabo pela organização do Montanha Clube e contou com a participação de 170 atletas, de entre os quais 5 atletas apoiados pela MoveFree.

 

 

O desafio proposto pela organização foi realizar um total de 55 km em bicicleta repartidos por 3 vertentes: BTT; Estrada; e downhill. Os atletas podiam competir a título individual ou por equipas de 3 elementos - um por cada modalidade - sendo que a Movefree marcou presença que ao nível das equipas quer a nível individual.

A equipa composta por Hélder Miranda (BTT) Hernâni Broco (Estrada) e Alexandre Alves (Downhill) obteve o 1º lugar da classificação geral com um fantástico tempo de prova de 2h28:03.63.

Já nas participações individuais, o atleta Francisco Pardal conseguiu um 8º lugar com um tempo de 3h29:57.48 e o atleta João Miranda, que depois de uma árdua e longa noite de trabalho em apoio à organização, terminou a prova na 22ª posição com um tempo de 4h12:26.79.

 

O percurso de BTT era composto por 4 voltas de 5Kms cada, a percorrer trilhos existentes na zona de Fiscal e Alfucheira. Segundo o atleta Hélder Miranda, que comandou uma Specialized Epic S-Works “Foi um  enorme prazer representar a equipa da MoveFree nesta prova, mais ainda ao lado do Hernâni Broco e do Alexandre Alves. Coube-me ser o primeiro a entrar em prova para a etapa de BTT, cuja pista era bastante dura e exigente, quer para mim quer para a minha Epic S-Works. A forte concorrência dos outros participantes obrigou-me a dar o máximo para terminar no primeiro lugar". Quanto à organização, o atleta refere que "esteve excelente e espero repetir a minha participação neste evento".

 

Foto: Toni do Carmo

 

Na etapa de estrada os atletas tinham de subir ao Trevim, ponto mais alto da Serra da Lousã. Esta tarefa foi da responsabilidade de Hernâni Broco ao comando de uma Specialized Tarmac S-Works. Hernâni agradece “um dia diferente na minha rotina de ciclista, numa prova fantástica, num local magnífico, num ambiente de amizade... O meu muito obrigado à MoveFree e ao Montanha clube por me proporcionarem esta oportunidade."

 

 

Por ultimo a etapa de Downhill, em que os atletas tinham pela frente uma das pistas mais extensas e exigentes de Portugal. Esta recta final esteve à responsabilidade de Alexandre Alves ao comando da sua Specialized Demo 8. Aqui ficam algumas palavras do atleta:

“Visto estarmos num ambiente de festa estando eu a correr em "casa", convidei dois amigos para fazerem equipa comigo, o Hélder Miranda e o Hernâni Brôco, dois grandes nomes do ciclismo português. Na etapa que me estava destinada, o Downhill, fiz uma descida tranquila de modo a não cometer erros e muito menos furar, pois o tempo que a minha equipa levava de vantagem, permitiu-me gerir a descida de forma calma. Quero agradecer aos meus dois colegas de equipa, à Movefree por todo o apoio prestado e ao Montanha Clube pela forma acolhedora como nos recebe. Para o ano cá estaremos novamente...”

 

Foto: Toni do Carmo

 

Para Francisco Pardal a experiencia foi positiva, demonstrando, segundo declarações suas, vontade de participar em mais eventos deste cariz: “Foi a primeira vez que fiz uma corrida com três modalidades diferentes (BTT, estrada e downhill), uma prova muito bem organizada e que se tornou um desafio para um participante individual.

Gostei bastante deste género de competição e gostaria que houvesse mais eventos desta natureza”.

 

 

De acordo com João Miranda, “Mais uma vez a Lousã com as sua óptimas condições foi palco de um grande evento, cujas expectativas relativamente à organização foram cumpridas, como é hábito do Montanha Clube, com um traçado de BTT duro e muito divertido, que exigiu muita da minha capacidade física. Felizmente fiz a escolha correcta das bicicletas para este evento e se não fosse a minha Specialized Roubaix SL3 penso que não teria conseguido a chegar ao alto do Trevim. O percurso de dowhill estava fantástico, aos comandos da Demo 8 fizeram valer a pena os km´s sofridos até ao topo da serra.

A organização esteve de parabéns! Obrigado a todos que me apoiaram neste evento”.

 

Foto: Toni do Carmo

 

É um início de ano em cheio em termos de participações da MoveFree em competições e que esperamos que continue ao longo de 2011.

 

 

Boas pedaladas.


Publicado por Eupedalo às 17:50
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011

Geo Raid de 2011 só terá uma etapa.

A organização do Geo Raid emitiu um comunicado, referindo que no ano de 2011, apenas se realizará uma prova.


Aqui reproduzimos, na íntegra, esse comunicado.

"Após uma longa e ponderada avaliação do envolvimento e dos apoios das entidades parceiras e de todas as demais condições necessárias à manutenção do nível que nos propomos para o projecto GEO-RAID®, a organização concluiu não estarem reunidas na actualidade as condições necessárias para a manutenção do formato de troféu de três provas.
Assim, em 2011, o projecto GEO-RAID® será desenvolvido no formato de uma prova única.
As características da prova mantêm-se, com a competição por equipas de dois elementos, os percursos marcados em GPS, a autonomia total e a classificação única, assumindo-se estes aspectos como contributos fundamentais para o espírito vivido nestas provas.

GEO-RAID® 2011
Lousã - 15 e 16 de Outubro

A Lousã acolherá a única prova realizada em Portugal em 2011.
Será o regresso a um dos melhores spots para a Bicicleta de Montanha, bem no centro de Portugal, com as cores do Outono a darem uma especial beleza às encostas e vales deste território.
As Serras da Lousã e do Açor formarão o cenário de montanha ideal para as duas etapas desta competição épica, com a organização a introduzir algumas inovações em relação ao traçado dos percursos das edições anteriores.

INSCRIÇÕES

As inscrições abrirão às zero horas do dia 15 de Março.
O preço da inscrição será de 150,00 € por equipa (o ajuste do preço para 2011 prende-se sobretudo pelo agravamento do IVA para as actividades desportivas, que passou de 6% para 23%).

INFORMAÇÕES

A organização GEO-RAID®, continua a sua aposta para uma constante melhoria e inovação no desenvolvimento deste projecto. Nesse sentido estão a ser desenvolvidas uma série de iniciativas no propósito de proporcionar o merecido retorno aos atletas e a todos os que apostam na participação nesta prova.

Todas as informações relacionadas com o GEO-RAID® 2011 e todo o desenvolvimento do projecto serão disponibilizadas muito em breve no site oficial da prova (www.geo-raid.com).

Podem igualmente acompanhar-nos no Facebook.

Um abraço e um excelente ano de 2011 para todos,

A organização GEO-RAID®"

 

 

Desejamos a melhor das sortes à organização deste evento, com a certeza de manterem o elevado nível ao qual já nos habituaran.

 

Boas pedaladas!


Publicado por Eupedalo às 15:37
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

Exemplos a seguir

O blog cycling tips lançou este artigo sobre algumas coisas que tornam os profissionais do pedal superiores na sua performance. São pequenas diferenças que separam os melhores dos melhores.

 

Foto: Dana Lokadoo

 


1. Eles giram. Oh, se giram ! Atingem as 100 rpm e nunca, nunca param. Não é que eles andem necessariamente depressa, mas eles estão sempre a pedalar, girando as pernas a um ritmo agradável . Quando se pergunta a treinadores qual o aspecto mais importante do ciclismo, eles vão dizer que é pedalar. Parece muito simples, mas não há nada que seja mais verdade.

 

2. Eles não martelam. Pedalam de forma casual até ao local do treino, tudo muito suave e fácil . muitas vezes uma paragem para tomar nalgum lugar. Isto não será verdade durante toda a temporada, mas é surpreendente a quantidade de passeios que são bastante moderados.

 

3. Eles fazem treino intercalado. Depois de chegar ao local do treino propriamente dito, eles têm quase sempre de fazer treino intercalado. Cada um diferente. Esta época do ano geralmente implica algum trabalho de resistência e força a subir colinas e uma série de passeios de aproximadamente 150 km.

 

4. Eles andam dois lado a lado e respeitam o trânsito. Quando o trânsito acumula atrás deles, eles mudam para fila indiana e deixam-nos passar. Eles andam como se tivessem o direito de estar nas estradas, mas usam o bom senso e não abusam desse direito. Eles também não andam em pequenos grupos. Eles lidam com o trânsito diariamente e sabem como se manterem longe de problemas.

 

5. Conseguem descer, rápido. Eles estão tão confortáveis nas descidas que até parece fácil. Eles estão no controle total. Eles às vezes até conseguem comer ou beber a 75km/hr e fazem parecer que não é nada de especial.

 

6. Vestem manga comprida. Manguitos e pernitos, colete, etc. Mesmo que estejam 20 graus.

 


Foto: Le Rouleur Lent


7. Eles sabem sofrer. Se perguntar a alguém o que separa um amador de um profissional, ou mesmo um profissional de um profissional de nível superior, e vão-lhe responder que os melhores sabem sofrer. Eles aguentam apenas mais um bocado e ficam no "vermelho" uma fracção de segundo a mais do que os outros. Após um acidente, eles levantam-se e continuam. Não é nas pernas, é na cabeça. Muitas vezes demora anos de experiência para desenvolver essa mentalidade.

 

8. Eles brilham. A roupa que usam está em perfeitas condições, a transmissão está limpa e a sua bicicleta brilha. Consegue-se ver um profissional a um quilómetro de distância só por isso.

 

9. A velocidade a que sobem é obviamente muito rápida, é muito claro é que eles são capazes de continuar na mesma velocidade, depois de 120 km. É quando a corrida começa de facto. Enquanto que a generalidade ficam cansados durante cada subida e tende a começar a cansar-se depois de 100 km. Os prós continuam e são capazes de crescer depois deste ponto. Isso é obviamente algo que é um elemento da sua aptidão superior. Se você olhar para alguns dados de energia que você provavelmente não verá nada de excepcional. No entanto, o facto de eles serem tão leves elevam as suas relações peso-potência.

 

 

 

Boas pedaladas!



Publicado por Eupedalo às 19:00
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

MoveFree apoia Ricardo Jesus

O cliente da MoveFree, Ricardo Jesus, realizou um sonho ao participar na Etape du Tour deste ano. Esta prova consiste na abertura ao público generalista de uma etapa do Tour de France permitindo aos apaixonados do ciclismo percorrerem o mesmo caminho que os seus ídolos.

 

Nesta aventura, o Ricardo Jesus contou com o apoio da MoveFree e teve a oportunidade de escrever um artigo sobre isto para a revista "Ciclismo a fundo". São as imagens dessa entrevista que aqui deixamos.

 

 

Boas pedaladas.


Publicado por Eupedalo às 16:34
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

3º Raid Faiskas BTT com apoio da Motovedras

Irá realizar-se no próximo dia 22 de Agosto o 3º Raid Faiskas BTT, que contará com o apoio da Motovedras.

 

 

Este raid, organizado pela "Faiskas BTT Team"  terá 3 percursos à escolha dos participantes, um com 15 km de grau de dificuldade baixo, outro com 30 km e grau de dificuldade médio alto e um outro de 60 km de grau elevado. Será realizado ainda um passeio pedestre.

Os participantes deverão estar presentes na igreja paroquial de S. Mamede da Ventosa às 8:30 da manhã para a entrega de dorsais, sendo que a partida está marcada para as 09:00 e o inicio do passeio pedestre está marcado para as 09:30.

 

Para se inscreverem basta preencher o formulário na página http://faiskasbtt.blogspot.com/.

 

Para mais informações deverão contactar o número 917 568 131.

 

Boas pedaladas

 


Publicado por Eupedalo às 16:26
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

TEAM MOTOVEDRAS - 6ª etapa do CRAFT BIKE TRANSALP - concluída

Estimados fica aqui o relato da 6ª etapa feita pelo Diogo Casado Vieira e Bruno Espinha

 

 

"Hoje de manha soubemos que voltamos ao top 100, tendo terminado a etapa de ontem no lugar 99 da nossa categoria na classificação ao 5 dia (hoje já temos cedilhas - teclado de PC italiano).

 

Foi ao som estridente da música que partimos para a 6 etapa, que de acordo com o Director de Prova (Uli Stanciu) seria de recuperação. Com 1.200 mts de ascensão logo nos primeiros 20 kms é escusado dizer que recuperações destas já nos temos desde Fussen.

 

O Bruno teve problemas de estômago durante toda a noite, que comprometeram o descanso essencial neste tipo de provas, e fez a etapa em grandes dificuldades físicas.

 

A etapa de facto não tem muita história além da dureza da subida devido ao piso, ora arenoso, ora com pedras soltas, ou então com relva alta. Tivemos ainda alguns single-tracks, literalmente à beira do precipício, e por fim as descidas acima dos 50 km/h, onde o Bruno esteve particularmente veloz.

 

No final houve mais uns "comboios" ao jeito do ciclismo de estrada onde para variar um pouco fui eu que andei a fazer de "maquinista".

Fizemos o lugar 101 da etapa e o Bruno foi um herói porque a fez todo "derretido" e eu andei o tempo todo com problemas de transmissão.

Depois de lavar as bicicletas e na inspecção diária destas reparei que tinha o cabo das mudanças de trás descarnado, levei a bicicleta à Specialized Factory Team e quando a fui levantar eles tinham substituído também o cabo do travão de trás (nem vos conto como estava).

Classificações em: http://www.bike-magazin.de/event/bike-transalp/?id=717&PHPSESSID=34295ccd7c41d639be19c58de99d6781

Aproveito hoje estarmos mais folgados para vos exemplificar a nossa rotina diária:

  1. 5h45: acordar
  2. 6h00: vestir equipamento
  3. 6h15: encher bidons e camelback
  4. 6h30: arrumar a mala
  5. 6h45: pequeno-almoço
  6. 7h15: deixar as malas à entrada do acampamento para serem transportadas para acampamento de chegada da etapa
  7. 7h30: levantar as bicicletas do parque fechado e fazer as ultimas verificações
  8. 8h00: comparecer na grelha de partida
  9. 9h00: partida

10.  Etapa

11.  13-15: chegada

12.  Procurar acampamento

13.  Beber recuperador e líquidos

14.  Marcar massagens

15.  Lavar e verificar as bicicletas

16.  Tomar banho

17.  Lavar e estender a roupa

18.  Massagens (dependendo da disponibilidade)

19.  Fazer a crónica do dia (Press Office)

20.  Jantar

21.  19h15: cerimónia de pódio

22.  19h30: briefing

23.  20h30: preparar equipamentos e suplementação para o dia seguinte

24.  21h30: deitar"

 

 

Texto: Diogo Casado Vieira e Bruno Espinha - TEAM MOVEFREE MOTOVEDRAS


Publicado por Eupedalo às 13:57
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 21 de Julho de 2010

TEAM MOTOVEDRAS - 5ª Etapa do CRAFT BIKE TRANSALP - concluida

 

 

Estimados

 

Hoje seguimos sem banner de publicidade em honra do atleta que faleceu no Transalp emitimos a informação sem imagens.

 

"Hoje amanhecemos sem música e com uma notícia triste, durante a noite no quarto do hotel um dos participantes no TA10 faleceu. O seu nome era Heinrich Schmieder, um famoso actor alemão.

 

Naquela que é considerada a etapa rainha do TA10 (a mais longa, com 107 km, e com a maior ascensão, 3.461 mts) eu tinha a expectativa de uma boa prestação da nossa equipa uma vez que a distancia e a dureza eram mais ao nosso gosto (se calhar mais ao meu porque o Bruno nas restantes tem estado bem melhor do que eu).

 

O início da etapa foi com uma ascensão, habitual aos pequenos-almoços do TA10, de cerca de 400 mts até Passo d´Eira, onde a parte inicial e a final tiveram que ser feitas a empurrar, uma vez que os atletas à nossa frente iam desmontados, partir mais à frente ter-nos-ia permitido fazer muitos menos kms a empurrar todavia ter-nos-ia consumido mais energia.

 

A etapa teve de tudo, descidas alucinantes e a grande subida Pianaccio, comum na sua quase totalidade com a do Giro de Itália, apenas com o pequeno pormenor de nós subirmos mais 300 mts (o Giro fica em Passo de Mortirolo).

 

A etapa mais longa deixa menos tempo para escrever dai que temos que concluir e ir jantar.

De realçar o bom funcionamento dos travões do Bruno depois da assistência de ontem da Specialized e da Avid (Sram).

Hoje ficámos em 89."

 

Texto de Diogo Casado Vieira e Bruno Espinha - TEAM MOTOVEDRAS

 

A nossa equipa segue bem mas hoje dedico este post à memória do nosso colega de hobby: Que seja feliz onde estiver


Publicado por Eupedalo às 13:51
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 20 de Julho de 2010

TEAM MOTOVEDRAS - 4ª etapa do CRAFT BIKE TRANSALP - concluída

Estimados segue a breve história da etapa de hoje do TEAM MOVEFREE MOTOVEDRAS no Transalp 2010.

 

Curta porque hoje é dia de fazer mecânica.

 

 

"Os problemas mecânicos de hoje, o Bruno tem que substituir o disco traseiro (quem vem com 140 mm para o TA sujeita-se), obrigam a uma crónica ainda mais resumida.

Foi um excelente dia de btt com pouquíssimo asfalto e com cenários e trilhos maravilhosos, para nao falar das já habituais subidas, que desta vez foram menos acentuadas mantendo, no entanto, a média de ascensao.

Partimos dentro de Scuol e de novo no bloco C o que fez com que fosse mais uma etapa de trás para a frente, mas sentimo-nos bem e fizémos o lugar 118 da nossa categoria.

Um dos factores que contibuiu decisivamente para eu me sentir bem foi o facto de ter conseguido dormir um pouco mais do que tem sido habitual. Mas para tal dormi ao relento, porque as condicoes do pavilhao onde estava o acampamento era propícia a tudo menos a uma noite de descanso. Os dois saloios (Saloios à Descoberta) acompanharam-me nestes "aposentos", além de mais umas duas dezenas de atletas.

Amanha teremos a etapa mais longa do TA10."

 

Texto de Diogo Casado Vieira e Bruno Espinha - TEAM MOVEFREE MOTOVEDRAS



--
Nuno Machado
EPIC RIDER


Publicado por Eupedalo às 22:33
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Julho de 2010

TEAM MOTOVEDRAS - 3ª etapa do CRAFT BIKE TRANSALP - concluída

Estimados

 

Ficam as sensações do Diogo e do Bruno durante o dia de ontem em que concluíram a 3ª etapa do TRANSALP 2010:

 


"Hoje partimos no bloco C depois de ontem termos ficado fora dos 100 primeiros, mesmo assim deu para ouvir a música do costume.

O arranque de hoje foi feito com uma pequena volta à cidade para depois ser imediatamente servido o prato principal de hoje: a subida a Idjoch - o ponto mais alto do TA10 - a 2.737 mts de altitude.

Trepámos 1.300 mts até ao topo, em 15 kms de terra, pedras e caminhos asfaltados, durante quase 2 horas, o que a mim me soube bastante melhor do que o asfalto dos dias anteriores.

Depois da subida tivemos descidas muito rápidas, onde nem é bom sequer imaginar cair, antes de fazermos a segunda subida do dia de "apenas" 400 mts até Kobleralm.

Após este segundo pico fomos presenteados no fim da descida com um trilho interessantissimo pelo meio de pinheiros e por cima das suas respectivas raízes - fantástico e muito divertido.

O final nao tem grande história tirando o facto de ser extremamente rolante, o que potenciou as capacidades de organizacao de pelotao das diversas equipas presentes.

Quanto à equipa Motovedras by M&M o dia correu-nos relativamente bem (posicao na etapa 3: 126, a classificacao geral ainda nao saiu), hoje já tive um pouco mais vontade (e forca) para subir tendo chegado ao topo do TA10 sem grandes dificuldades. Nas descidas os Bruno resolveu assumir que é um atleta técnicamente evoluído tendo passado as zonas mais técnicas com grande destreza e vocacao católica (reza muito bem). No final extremamente rolante sobressaiu mais uma vez a experiencia de ciclismo de estrada do Bruno obrigando-me a voar atrás dele no asfalto para quando em vez eu me vingar na terra.

De realcar a posicao do Team Bicisintra com um excelente 33 lugar."

 

Texto escrito por DIOGO CASADO VIEIRA num laptop alemão em que nem sempre se escreve um bom português, mas que decidimos manter na íntegra e sem correcções. Também destas pequenas dificuldades e características é feito o Transalp.



--
Nuno Machado
EPIC RIDER


Publicado por Eupedalo às 18:41
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

SUBSCREVER FEEDS

ACERCA

Este é o blog da MoveFree. Um blog dedicado a todas as pessoas que pedalam, dos profissionais aos amadores, dos que competem em cima de uma bicicleta aos que gostam de dar umas pedaladas com a família e amigos. Um blog inclusivo e que se compromete a partilhar noticías e informações dedicadas ao ciclismo, à natureza e sustentabilidade.

TAGS

2011

24h

24h of exposure

aldeias sos

amigos do pedal

ana galvão

andré egreja

apoio movefree

atleta movefree

audace

avalanche

bicicletas

bike performance center

bikesharing

bmc

brasil ride

bruno espinha

btt

c.o.o.

campanha

campanhas

campeão europeu

cape epic

ciclovias

codigo da estrada

competição

criança

david rosa

dolce vita tejo

downhill

ecologia

enduro series

equipas

estrada

eventos

festival bike

filomena gomes

fórum sintra

forum sintra

freestyle

iceland luso expedition

inovação

itinerários da memória

joana marques

joão barbosa

lisboa

lousã

mafra

mafra btt

malandros btt

maratona de sintra

maratonas

master class

metralhas btt

moda

motovedras

movefree

movefree factory team

movefree/shimano

movefree_

natal movefree

nuno machado

oestebike

oribtt

pardal

passatempo

passeio movefree

passeio nocturno

passeios

passeios de loja

passeios nocturnos

patagonia luso expedition

paulo guerra dos santos

pedro dias

pedro duque

pedro maia

produtos

promoções

raid btt

ribamar

ricardo mendes

rockhopper sl

são martinho

saúde

scott

scott scale 900 rc

segurança

sintra

site movefree

solidariedade

specialized

stumpjumper ht

tapada nacional de mafra

test bike

torres vedras

transalp

treinos

triatlo

tutorial

urbano

todas as tags

ARQUIVOS

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

LINKS