Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

1º Audace MoveFree Series - o rescaldo!!


Decorreu, no passado dia 27 de Maio, a 1ª Edição do Evento Audace Movefree Series e o resultado não poderia ter sido mais positivo. Mais de 100 "audaciosos" marcaram presença neste evento de cicloturismo e percorreram um percurso com cerca de 140km muito desafiantes, munidos de abastecimentos fartos em sólidos e liquidos e um forte apoio da organização anfitriã!

 

 

Com uma saída rápida do Dolce Vita Tejo em direcção a Odivelas o pelotão impôs uma pedalada forte, com uma média a rondar os 35km/h.

Os primeiros quilómetros serviram de aquecimento até à chegada a Loures para depois começarem a trepar em direcção à Malveira. A ligação de Loures à Malveira foi marcada pela longa subida com passagem por pontos de referência como Guerreiros e Lousa. Cerca de 15 Km de subida que “partiram” o pelotão em vários andamentos distintos. Da Malveira até ao Carvalhal foi sempre a imprimir Watts nos crank's para depois se iniciar mais uma subida que viria a conduzir o pelotão até às portas de Torres Vedras.

 

Já em Torres, o piso revelou-se rolante para descomprimir as pernas e fazer uma pequena paragem na ZA (Zona de Abastecimento) número um. Esta paragem foi feita sensivelmente ao quilómetro 50 e contou com sólidos, líquidos e um importante apoio mecânico para que os participantes se pudessem lançar à estrada sem demora.

 

 

A rolar até à Encarnação era tempo de “atacar” a subida da Picançeira para rapidamente chegar a Mafra. Decorridos mais 30 km e já com as pernas a ficar “amassadas” foi tempo de hidratar e recuperar energias na ZA nº2, instalada às portas da Loja Movefree de Mafra. Este foi considerado por muitos o ponto de abastecimento crucial, uma vez que a fadiga e o cansaço já começavam a dar sinais de vida. Com um traçado “durinho” em piso “parte-pernas” as paragens revelaram-se curtas e bastante rápidas para não arrefeçer os musculos. A partir de Mafra, foi tempo de rumar em direcção ao Forum Sintra, passando por alguns locais desconhecidos para muitos. Este foi o caso da passagem pela Ribeira dos Tostões que, sensivelmente ao quilómetro 90, colocou à prova a capacidade trepadora dos participantes ao apresentar um topo ligeiramente longo com cerca de 13% de inclinação - aqui, as tipicas dores já começavam a “morder” mas nada que as pernas dos audaciosos não aguentassem nesta fase da volta. ;)

 

 

Com a passagem na ZA 3, sensivelmente ao quilometro 110, localizada às portas do Forum Sintra o cansaço era bem visivel na cara dos participantes e com o calor, era importante hidratar e repor energias uma vez mais para a recta final do percurso. Com cerca de 38 km ainda pela frente, era tempo de dar o tudo por tudo e superar um último desafio: as subidas de Vale de Lobos e Dona Maria! Com cerca de 120km nas pernas, o esforço era evidente. A passagem pelos Moinhos da Funcheira foi a rampa de lançamento para o sprint final para, com um ar vitorioso, cada um dos participantes cortar a meta e conquistar mais um selo na sua caderneta.

 

 

Este Desafio Audace Movefree Series valeu 323 pontos para a classificação AUDACE, pontos merecidos pela dureza do traçado.

 

No final fica o saldo positivo para a organização do Evento e um agradecimento especial a todos os colaboradores, guias de passeios de loja e patrocinadores desta iniciativa: Águas do Vimeiro, Gold Nutrition, Hi5, Endurance Plus ( Multipower), Panrico, NovoDia Cafés, Frutas Luis Vicente, Dolce Vita Tejo e Forum Sintra e à comissão AUDACE que lançou o desafio à Movefree!

 

Fica prometida uma próxima edição. (Para quando?)

 

Agradecimentos especiais:

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Eupedalo às 13:21
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

IronMena - promover a "Dádiva de Sangue" no Ironman de Nice

Filomena Gomes, ou IronMena, vai participar no Ironman de Nice, sul de França, no próximo dia 24 de Junho de 2012, promovendo ao mesmo tempo a causa da Dádiva de Sangue. A MoveFree apoia esta aventura e esta causa, e fomos tentar saber as motivações e a preparação desta atleta amadora para esta grande prova de endurance.

 

 

 

 

MoveFree (MF): Primeiramente, o que é um Ironman?

Filomena Gomes (FG): Um Ironman é uma prova de Triatlo de longa distância, composta por 3 segmentos, por esta ordem: 3800mts de Natação, 180kms de Ciclismo e 42.195mts (maratona) de corrida. Não há paragens entre as 3 disciplinas, excepto para as transições, que podem ser de segundos ou minutos, consoante a rapidez e à-vontade do atleta. Numa prova tão longa, são sempre de, pelo menos, 2 ou 3 minutos para troca de material ou equipamento.

 

MF: É a 1ª vez que o fazes?

FG: Não, já completei 2 provas da mesma distância nos 2 últimos anos, este é o 3º. No entanto, é o 1º em que participo da liga oficial com a marca registada “Ironman”, sendo que é uma prova que atribui vagas (consoante o resultado relativamente aos primeiros classificados de cada escalão) para a final do Campeonato do Mundo de Ironman no Havai. Por isso, é uma prova muito disputada pela nata do triatlo mundial, e que contará também com a presença do conhecido Lance Armstrong.

 

MF: Quais são as tuas expectativas para esta prova, face ao tipo de traçado que vais encontrar?

FG: Bom, as minhas expectativas é realmente terminar, com o menor sofrimento possível! Isto porque se trata de uma prova com ciclismo em montanha (Alpes mediterrânicos), em que espero que a Specialized SL2 que a MoveFree me vai ceder seja uma enorme ajuda! A natação é no Mediterrâneo, por norma calmíssimo, e é no ciclismo que terei de gerir muito bem o esforço, a hidratação e a nutrição para poder chegar à maratona com o menor estrago possível. Claro que o estrago vai estar lá, devido ao acumulado e aos longos quilómetros. Por isso, terei de encarar a maratona como “sobrevivência”, pois o desgaste será enorme.

 

MF: Como te preparas para um evento desta natureza? O MoveFree Bike Performance Center tem-te ajudado a fazer evoluir o teu treino?

FG: Sendo eu uma amadora e tendo que trabalhar por conta de outrém, tento encaixar os treinos na hora de almoço, e/ou bastante cedo ou ao fim do dia. Por norma, nado na hora de almoço e ainda faço mais um treino de corrida ou de indoor cycling no final do dia. Deixo os treinos longos de bicicleta para o fim-de-semana, e se puder faço também um treino de natação em águas abertas, com fato de neoprene. Também costumo, após um treino longo de bicicleta, fazer logo de seguida uns 15 minutos de corrida, para habituar os músculos à mudança de modalidade, o que custa bastante! O Bike Performance Center ajuda certamente porque me pode fornecer um plano de treinos integrado para as 3 disciplinas, não descurando nenhuma das componentes. Além disso, a nutrição tem na modalidade do triatlo uma importância ainda mais acrescida face a qualquer outra disciplina, pois trata-se de treinar forte, mas também de recuperar muito bem para poder continuar a treinar de forma sensata e produtiva. Aqui também entra a massagem de recuperação que o BPC proporciona. Em suma, treinar Triatlo sem treinador ou sem orientação, é quase impossível, e daí este centro ser uma grande mais-valia para qualquer triatleta.

 

 

MF: Como surgiu a ideia de promoveres a Dádiva de Sangue?

FG: Julgo que todos nós nos últimos tempos temos ouvido falar da escassez do sangue disponível nos hospitais. Tem havido frequentes apelos à dádiva e é um tema que tem sido muito falado nos media ultimamente. A minha ideia surgiu exactamente por estar atenta e me ter apercebido do que se passava. Sendo dadora, pensei logo “o que posso eu fazer, para além de dar sangue, para ajudar esta causa?” e de imediato pensei em colocar a minha participação ao serviço desta causa. Foi um desejo altruísta de fazer com que a prova deixasse de ser meramente individual, e passasse a servir uma causa colectiva.

 

MF: Como é que as pessoas podem apoiar a tua participação e a causa da dádiva de sangue?

FG: É muito simples: dando sangue! Se já forem dadores, é fazendo uma dádiva, até se possível no dia da minha prova (24 de Junho) ou noutro dia, em qualquer centro de colheita perto da sua área de residência. Se ainda não forem dadores, é tornarem-se dadores, dirigindo-se a um centro de colheita próximo (hospitais, IPO, IP Sangue, etc.). É muito simples e relativamente rápido, não exige burocracias e é tão pouco o que podemos fazer por outra pessoa, quem sabe até salvar uma vida!

 

----

 

Podem encontrar mais informações sobre este projecto em:

 

https://www.facebook.com/IronMenaNice

http://ironmenanice.blogspot.pt/

 

 

 

Mais informações sobre a dádiva de sangue em: http://ipsangue.org/ipsangue2011/

 

 


Publicado por Eupedalo às 15:10
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 25 de Maio de 2012

Passeio Loja Movefree Torres Vedras – A inauguração do MoveFree Bike Performance Center

Para assinalar a abertura do novo espaço, Bike Performance Center (http://www.bikeperformancecenter.com/), a Movefree relizou mais uma incursão nocturna pelos trilhos da zona Oeste com o habitual grupo de presenças assíduas nos Passeios de Loja, dos quais se destacavam os “Amigos do Pedal”!

 

 

Às portas do BPC, o vermelho Movefree saltava à vista e os cerca de 20 atletas presentes, em ambiente de convivio, preparavam-se para um final de tarde cheio de convívio! Ao soar das 20h, o grupo encaixava os pés nos pedais para dar inicio ao passeio e avançar por alcatrão ao longo do centro histórico da Cidade de Torres Vedras. Já à saída do coração da cidade foi tempo de começar a subir em direcção ao centro comercial Arena Shopping, para apartir deste ponto entrar em terra batida nos terrenos das proximidades do Centro Hípico.

 

A 1ª parte do percurso revelou-se bastante rolante e propícia para um ligeiro aquecimento, sempre pelos trilhos paralelos à linha de comboio em direcção á Abrunheira. Após passar a zona do Ramalhal e Ameal foi tempo de “apimentar” as coisa e mostrar que o BTT não é só composto de estradão. Nesta 2ª parte do percurso foi tempo de apelar à técnica em trilhos com pedra solta e de aproveitar os single tracks que a zona do Ameal tem para oferecer!

 

 

 

Foi o caso do single track próximo dos terrenos da Joper, onde se soltava travão e a adrenalina subia, por entre o arvoredo e vegetação, à medida que as máquinas ganhavam velocidade nas descidas! Mas ao longo do trajecto também estiveram presentes as conhecidas subidas... “É sempre a descer até lá acima!”: gritava-se sempre a pedalar em cadência!


Para terminar em beleza e descomprimir as pernas foi sempre a rolar em direcção à cerâmica de Torres para depois entrar na N8 e rolar em alcatrão até ao centro histórico da cidade. No regresso à base houve ainda oportunidade para testar a pericia deste grupo de atletas nas escadarias proximo do Hospital ora a descer, ora a subir...

 

 

No final saldo positivo e muita vontade de pedalar! O próximo mantém-se na Capital do Ciclismo... Torres Vedras dia 02 de Junho!

 

Entretanto, os estradistas deste mundo poderão juntar-se ao Audace MoveFree Series, organizado pela FPCUB, este Domingo! Com partida da loja do DVT. Todas as informações em http://www.movefree.pt/pt/catalog/eventos/audace-movefree-series-27-maio. Todas as fotos deste passeio estão disponíveis na nossa página de flickr em http://www.flickr.com/photos/eupedalo/sets/72157629889232072/

 

 

 

 


Publicado por Eupedalo às 11:49
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 23 de Maio de 2012

Inaugurado "MoveFree Bike Performance Center", para amantes da bicicleta que pretendam evoluir e superar os seus objectivos

 

Foi inaugurado, no dia 22 de Maio de 2012, o MoveFree Bike Performance Center , espaço criado para comercializar serviços profissionais capazes de melhorar a experiência de utilização da bicicleta por parte dos amantes da modalidade. O novo Bike Performance Center, sedeado na rua Rua António Leal da Ascensão 14-A, em Torres Vedras - ao lado da loja de bicicletas MoveFree - irá comercializar planos de treino, massagens, consultas de nutrição, provas de esforço e o serviço BodyGeometry Fit da Specialized, entre outros, realizados por profissionais com grande passado no desporto - os serviços poderão ser consultados em www.bikeperformancecenter.com .

 

O conceito é democrático e entende a palavra “performance” como algo que depende do objectivo de cada utilizador, seja esse o emagrecimento e a melhoria de forma, a preparação para maratonas e provas ocasionais ou épicas, a utilização diária da bicicleta como meio de transporte e fitness ou a competição – o importante é ajudar o utilizador a superar os seus objectivos pessoais, que são sempre definidos em função do seu estilo de vida e metas.


No seguimento da missão da MoveFree, “oferecer a todos a melhor experiência possível em cima de uma bicicleta”, o Bike Performance Center surge por forma a facilitar a partilha de know-how acumulado dos funcionários e especialistas que rodeiam esta empresa portuguesa, com mais 20 anos de história ligada ao ciclismo, para com os seus clientes e outros entusiastas da bicicleta. O objectivo é reunir profissionais competentes que sejam capazes de colocar à disposição da comunidade ciclística uma série de serviços, recursos e competências acumuladas ao longo dos anos que sejam capazes de melhorar a experiência do utilizador de bicicleta como um todo.

 

 

A equipa do Bike Performance Center é composta por Hélder Miranda, antigo campeão nacional de contra relógio ( 2006), responsável pela execução dos serviços BodyGeometry Fit, provas de esforço e planos de treino; Pedro Maia, actual campeão nacional e ibérico de Masters do Troféu PTopenXCR e treinador com vasta experiência na preparação de atletas e entusiastas da bicicleta e também responsável pela execução de planos de treino; Isanete Alves de Alonso, antiga campeã nacional de XC da Venezuela e duas vezes finisher do ABSA Cape Epic, responsável pelos serviços de nutrição e bioimpedância; Paulo Roque, que desde 1996 exerce funções como massagista profissional em diversas equipas de ciclismo, totalizando 14 anos de experiência nestas funções em equipas como a La Pecol, Duja, Tavira, Benfica, etc.

 

Esta equipa avança assim com a realização destes serviços, que podem também ser contratados sobre a forma de planos de treino, idealizados de acordo com as diferentes necessidades dos utilizadores de bicicleta. Os utilizadores poderão optar pelo mais democrático “bike expert”, que inclui prova de esforço, reuniões mensais com o Personal Trainer, plano de suplementação e um acompanhamento regular do treino, ao mais completo “Bike Pro”, plano de treinos que envolve o sistema de ajuste dinâmico e ergonómico da Specialized - BodyGeometry Fit – massagens mensais, consultas de nutrição e saídas para pedalar com o Bike Personal Trainer. Há ainda um terceiro plano, “Bike Teams”, desenhado para duplas, associações e equipas e que permite aceder ao plano “Bike Expert” por um valor mais reduzido.


Há já diversos atletas MoveFree e utilizadores de bicicleta associados ao projecto, desde duplas que competem em provas épicas a triatletas, jovens ciclistas que pretendem evoluir de forma crescente na modalidade a utilizadores ocasionais da bicicleta que pretendem melhorar a sua performance pessoal e superar os seus objectivos.


 

“O nosso objectivo sempre foi melhorar a experiência de utilização da bicicleta”, afirma Luís Reis, Director Geral da empresa: “e agora podemos partilhar as nossas competências acumuladas ao longo de anos com os nossos clientes sob a forma de serviços, para complementar as bicicletas, acessórios e componentes” que a MoveFree já comercializa há diversos anos, nas suas lojas de Torres Vedras, Mafra, Dolce Vita Tejo e Forum Sintra.

 

Para o futuro estão já agendadas iniciativas de estágios de pré-epoca e planos de treino desenvolvidos em específico para provas nacionais e internacionais.

 

Mais informações disponíveis em www.bikeperformancecenter.com



Publicado por Eupedalo às 14:57
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 22 de Maio de 2012

Test Bike - Camber Comp em maratonas, por João Barbosa

O João "Eventos" Barbosa, testou a Camber Comp 26" em ambiente de maratona, por forma a compreender se esta bicicleta é também adequada para a participação em maratonas. Este teste foi realizado em Fevereiro de 2012, no 5º Raid Saloios BTT, um dos raids mais conhecidos da zona oeste que contou com cerca de 600 participantes. Já havíamos testado a Camber nos trilhos, na sua versão All-Mountain, com o André Egreja e agora aqui ficam as observações do João acerca desta bicicleta e o seu comportamento em maratonas. Cumprirá?

 


 


Foi no 5º Raid Saloios BTT, um dos mais duros e conhecidos Raids da zona Oeste que contou com mais de 600 participantes, que João Barbosa, elemento da Movefree Factory Team, decidiu testar a sua Camber Comp em condições bastante adversas. Com palavras suas: “Nada melhor do que testar a máquina num traçado duro e em condições menos favoráveis para melhor perceber o seu comportamento nos trilhos”!

 

Como tal propôs-se a“trocar” a sua Epic por uma experiência Camber, lançando-se aos trilhos lamaçentos do traçado oferecido nesta edição do prestigiado Raid Saloios BTT. Num percurso de 40km, com zonas extremamente lamaçentas, devido às fortes chuvadas que se fizeram sentir e aos cerca de 900 metros de subida acumulada, a Camber mostrou serviço e surpreendeu pela positiva o nosso atleta.

 

Bicicleta de Teste

A bicicleta testada foi uma Camber Comp 2012, com 120mm de curso dianteiro e traseiro, no 5º Raid Saloios BTT.

 

Tipo de Terreno; Andamento; Topografia

O percurso teve como palco os trilhos da zona Oeste, contando com zonas como a conhecida Rota do Lobo Ibérico, próximo da tapada Nacional de Mafra. Feito em terreno em condições adversas  a um ritmo moderado de sensivelmente 12,5km/h e teve a duração aproximada de 3h30m, o percurso foi concluido sem qualquer avaria mecânica ou desafinação, bastando para tal lavar e lubrificar a máquina nas ZA's do Raid. Neste traçado o piso apresentou-se diversificado. Desde os estradões aos singletracks rápidos e mais técnicos... bem como aquelas subidas mais inclinadas e descidas rápidas. Várias tipologias de terreno que permitiram fazer um teste total ao comportamento da Camber Comp.

 

Look and Feel da Bicicleta

Numa primeira impressão salta logo à vista a estética “agressiva” da bicicleta, apesar de se tratar de uma bike de Trail, o que a torna bastante apelativa. Outro aspecto relevante é a geometria desta máquina, com linhas desportivas que a tornam extremamente versátil, proporcionando uma posição de condução mais descontraida e ideal para Trail. Numa apreciação geral transmite robustez e confiança e o jogo de cores fica na retina.

 

Experiencia de Utilização

Enquanto utilizador de Epic confesso que temia que a Camber fosse demasiadamente “pastelona” e a sua resposta nos trilhos pudesse comprometer o seu comportamento em Raids ou Maratonas. Porém, depois de testar a bicicleta em condições adversas, o seu comportamento surpreendeu pela positiva, revelando-se um bicicleta muito equilibrada e indicada para quem procura a sua 1ª bike para Trail de suspensão total.

Os 120mm de curso da suspensão e amortecedor traseiro tornam a bicicleta muito versátil e divertida. Sobe muito bem e tem ainda melhor comportamento a descer... Descidas rápidas e singles tracks são o terreno de eleição da Camber. Permite descer com confiança e transpor os ostáculos com bastante facilidade. Para aqueles que tiveram oportunidade de realizar o 5º Saloios BTT, certamente teriam gostado de “saltar em claro” aqueles duplos do ultimo single track dos 40km, aterrando com estabilidade e sem complicações. Responde bastante bem a mudanças de velocidade repentinas e revela ter um bom poder de tracção e equilibrio em curvas mais apertadas. Com um desviador traseiro e dianteiro Shimano SLX e manipulos Alivio de 9 velocidades, revelou ter uma enorme fiabilidade na transmissão, independentemente das condições adversas (como podem confirmar na foto).

 

 

Um pouco de água para tirar o excesso de lama e um bom lubrificante e estava pronta para “a guerra”! A capacidade de travagem em descida também não ficou atrás, revelando um bom desempenho face ás velocidades que esta máquina permite atingir com grande confiança.

 

Componentes

A Camber Comp é sem dúvida a bicicleta indicada para que se está a iniciar no Trail e procura a sua 1ª bike de suspensão total. Com um quadro de aluminio M4, uma suspensão RockShox, e componentes de gama média é uma bicicleta muito apelativa e que apresenta ums excelente relação qualidade-preço. A relação da transmissão está bem pensada e os desviadores Shimano SLX já permitem uma “condução” mais brusca no terreno. No que diz respeito a conforto, o selim Specialized Body Geometry Riva revelou-se uma agradável surpresa, proporcionando o nivel de conforto necessário para uma “prova” desta tipologia. Sem desfazer o comportamento das rodas DT Swiss 445D, seria a este nivel que faria um pequeno upgrade,o que já se verifica em outros modelos de gama superior Camber.

 

No final atribuo nota positiva a esta bicicleta, que se  revelou uma agradável surpresa com a sua prestação nos trilhos, até para percursos mais longos, de maratonas! Sem dúvida a bike indicada para os passeios, Trail, Raids, All Mountain… e que não complica nas maratonas!

 

 

 

 

Até 30 de Junho, para que a sua experiência de montanha fique completa, na compra de qualquer modelo Camber nas lojas MoveFree, oferecemos-lhe produtos no valor de 238EUR:


- Sapatos Tahoe, com opção de futuramente colocar o encaixe nos sapatos, para ter um controle superior sobre a sua bicicleta em descidas e subidas;

- Pedais de encaixe Ritchey Comp V4, para utilizar com os seus Tahoe e eliminar o ponto morto da pedalada e aproveitar melhor a força que faz em cima da bicicleta;

- Capacete Specialized Align, ajustado para uma experiência All-Mountain e que lhe vai permitir enfrentar com segurança os desafios do BTT;

- Conta Quilómetros Sigma 400, para guardar o histórico das suas pedaladas;

- Camelbak Rogue, que lhe permite carregar às costas dois litros de líquidos e outras ferramentas e componentes essenciais para a prática do BTT;

 


Publicado por Eupedalo às 15:08
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 21 de Maio de 2012

Passeio de Loja MoveFree Forum Sintra - 19 de maio

Os passeios de LojaMoveFree somam e seguem... e como tal no passado dia 19 de Maio foi tempo de tirar as bikes do “buraco” para uma manhã a pedalar nos melhores trilhos que a Serra de Sintra tem para ofereçer!Às 9h, um grupo com cerca de 40 elementos estava pronto para partir rumo à aventura num traçado com aproximadamente 33 km e 700m de subida acumulada.

 

 

Com as máquinas afinadas e prontas para trepar a Serra, sempre em ritmo de passeio, o grupo saiu em direcção à Abrunheira para a partir deste ponto atingir os trilhos e caminhos de pedra solta que a facção sul da Serra tem para oferecer. Num passeio Épico, a passagem em locais conhecidos como  a Lagoa Azul , Barragem do Rio da Mula  e Val de Cavalos foi obrigatória. Num constante sobe e desce, com um misto de alcatrão à mistura, não poderiam deixar de estar presentes os single tracks... E que single track que desta feita foi percorrido! Num trilho técnico, depois da Subida da Barragem do Rio da Mula, foi tempo de colocar a perícia dos presentes à prova numa descida em single track que parecia conduzir a um caminho sem fim. Ora com os travões mais apertados, ora com eles bem “soltinhos” cada um “curtiu” a adrenalina da descida até que um enorme rochedo esbarrou no caminho! Nada que a equipa de Guias Movefree não conseguisse resolver... Era tempo de tornar o impossivel em possivel e fazer 40 bikes atravessar o rochedo! Por entre uma fenda, cuidadosamente, a equipa de guias fez passar as bikes uma a uma por entre pedra. Uma experiência que sem dúvida ficará na memória, num trilho fantástico!

 

 

Tiradas as bikes “do buraco” era tempo de prosseguir no terreno e visitar as esculturas  da Quinta do Pisão. Neste local foi tempo de recuperar energias e hidratar, havendo ainda oportunidade para as habituais fotos da passeata! Como na Movefree gostamos de cumprir calendário era tempo voltar à carga e pedalar a bom ritmo no regresso ao Forum feito maioritáriamente por alcatrão pela zona da Atrozela e Abrunheira.

 

No final ficou no ar a habitual pergunta: Para quando o próximo? Em Sintra teremos passeio em meados de Junho...

 

 

Até lá tira as luzes da caixa e vem pedalar com a Movefree no próximo nocturno de Torres Vedras! É já esta 4ª feira: http://www.movefree.pt/pt/catalog/eventos/passeio-nocturno-torres-vedras-23-de-maio

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Eupedalo às 11:09
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Passeio de Loja Nocturno DVT - 16 de Maio

Dia 16 de Maio, uma noite quente, agradável e a sugerir mais uma volta de BTT com a Movefree. Mais uma vez nos reunimos no parque das bicicletas Specialized do Dolce Vita, onde já se sentia a vontade de pedalar como sempre. À hora marcada, o “comboio” de bicicletas BTT arrancou num passo de aquecimento, em direcção a Odivelas, esticando um pouco as pernas no alcatrão morno. O grupo era grande, mas coeso.

 

 

Ao abrigo da luz de final de tarde, fomos dominando o asfalto até sair da zona mais urbana e passar então ao nosso “habitat”. Na entrada dos trilhos das Lezírias, esticámos mais um pouco e rapidamente se deu uma paragem - furo! Sem demoras, 4 elementos da organização puseram “mãos à obra”. Era um belo furo, com um prego bem cravado na camara de ar: “já há imenso tempo que não furava, pelo menos este é um furo que se vê”, comentava o participante vitima deste pequeno imprevisto. Após resolução da situação, deu-se a saída das Lezirias e entrada novamente em mais uns trilhos paralelos à paisagem urbana.

 

 

Algumas lanternas caídas, outras já sem baterias deram aso a uma paragem, para reabastecer algumas energias e continuar o convívio. Nisto, um conjunto de luzes compacto avança na nossa direcção. Alguém gritou “atenção, carro!”, mas não, era um grupo de BTTistas a fazer também um passeio como o nosso. Os dois grupos cumprimentaram-se e assim seguiram o seus passeios em caminhos diferentes. Hora de arrancar, tudo a postos, grupo mais uma vez junto e em fila, em direcção a Odivelas. De regresso ao Dolce Vita, ninguém abandonou a vontade de usufruir de algumas subidas, chegando ao destino com a sensação de “dever cumprido”. Após a chegada, “foi muito bom, até ao próximo passeio”, era a frase de ordem .

 

Mais um passeio cumprido deixando a vontade e expectativa para o próximo!

 


Publicado por Eupedalo às 10:51
link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

Raid BTT à Tapada Nacional de Mafra 2012 – O Rescaldo

Nunca  D. João V, o “Rei Magnânimo”, pensou que  uma “massa humana” de 500 adeptos do BTT alinhassem na ala Norte do Palácio-Convento que, na época dos descobrimentos, mandou construir na bela Vila de Mafra!

 

Mas foi mesmo isto que aconteceu no passado dia 13 de Maio! Com uma organização conjunta da Roteiros Aventura e da Câmara Municipal de Mafra e com um forte apoio da Movefree, foi às portas deste imponente monumento do Barroco Português que se realizou a edição 2012 do Raid BTT à Tapada. Com o seu seu colorido Paddock, a MoveFree deu cor ao Evento e animou a zona de meta... a “massa humana” deu movimento e dinâmica e a Roteiros Aventura tornou o sonho em realidade!

 


Num dia convidativo para a prática da modalidade os cerca de 1187 hectares da Tapada de Mafra,  outrora local privilegiado de lazer e de caça dos monarcas portugueses, acolheram uma manhã de excelentes pedaladas, proporcionando momentos épicos a todos os presentes!

 

Com um traçado desafiante e muito fluído, os participantes puderam desfrutar de um percurso de 32Km; 46Km;  ou mesmo 12 Km.

Dos trilhos mais técnicos ao piso rolante de estradão aberto... daquela subida de tirar o fôlego àquela descida de “soltar travão”... mas sempre com uma paisagem fantástica, de tudo um pouco foi possivel encontrar.

 

 

Esta foi uma das preocupações da Roteiros Aventura, neste evento profundamente marcado pelo seu cariz de Lazer e vocacionado para a familia: dar a possibilidade de todos participarem, oferecendo uma alargada possibilidade de escolha de percursos

 

Ficam na memória aspectos marcantes como:

-        pontualidade da partida;

-        percurso bem marcado, onde os sinais de perigo apareciam com a devida antecedência para alertar os mais entusiastas;

-        possibilidade de circular na Tapada, uma vez que a circulação nesta area não é livre, passando em locais restritos para o público em geral;

-        abastecimentos 5*;

-        assistência mecânica no percurso, prestada pelos técnicos da Movefree, rápida e eficaz;

-        serviço de Lubrificação Lancar que manteve as máquinas sempre oleadas;

 

 

No final, fica uma nota positiva para o Evento... parabéns à organização! Já todos já anseiam pela proxima edição do Raid.

 

Fica ainda um agradecimento especial para os cafés NovoDia que proporcionaram a dose de cafeína matinal para todos os participantes, para os lubrificantes especiais Lancar que mantiveram as máquinas dos participantes oleadas e para todos os patrocinadores e colaboradores que permitiram o realizar do evento.

 

Deixamos um pequeno vídeo com alguns momentos marcantes do Raid:

 

 

 

Apoio:

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Eupedalo às 16:37
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 15 de Maio de 2012

Passeio de Loja MoveFree Torres Vedras - 12 de maio

Num final de semana em que o “Verão” pareceu chegar mais cedo, a adesão a mais um Passeio de Loja Movefree foi significativa. Às portas da Loja de Torres Vedras reuniram-se cerca de 40 adeptos da modalidade para uma manhã de pedaladas que se viria a revelar bastante rolante e fluida. Com uma faixa etária de participantes dos 9 aos 70 anos a Movefree saíu para os trilhos sempre com o habitual espirito de grupo e com a presença dos elementos do Team Movefree de Maratonas.

 

 

O traçado, com aproximadamente 36 km e cerca de 300m de subida acumulada teve o maior grau de exigência fisica ao longo dos primeiros 14 Km, tendo-se revelado bastante rolante até ao regresso. Com saída em direcção à Ecopista de Torres Vedras foi tempo de aqueçer os motores até alcançar a subida de alcatrão que dá acesso à Zona Industrial da Paúl. Neste ponto é que o BTT começou verdadeiramente com o sobe e desce, até ao grupo alcançar rápidamente os trilhos em redor da conhecida “Lagoa Artificial”. Com uma paisagistica apelativa e trilhos motivadores a cada pedalada foi tempo de aplicar potência nos “crank's” e rolar até aos trilhos das proximidaes do ginásio “Sirona”. A progressão no terreno fazia-se rápida e a média era boa para este tipo de dinâmica e como tal uma paragem era necessária para repor energias e hidratar. Tal paragem foi feita no parque de A-dos-Cunhados, por volta do km 14 onde foram debatidos os mais vários assuntos sempre com a reinação à mistura de alguns dos elementos do Team Movefree.

 

 

Como o “pára-arranca” parte as perninhas todas era tempo de retomar aos trilhos para mais 20 km a pedalar. Passando por dentro da vila de A-dos-Cunhados em direcção a Campelos, foi sempre a rolar em estradão com uma ou outra ligação em alcatrão. Já depois de atravessada a povoação de Vila Facaia, o grupo prosseguiu viagem em direcção aos morangais de Paio Correia, onde foi feita uma paragem para hidratar numa pequena fonte “escondida” no meio da vegetação. Aqui a água fresca, num dia quente e abafado, pareceu uma dádiva que foi guardada nos bidons para os quilómetros finais do desafio.

 

 

 

Bidons cheios, seguiu-se a subida para a Escola Internacional de Torres Vedras, para que depois o grupo inicia-se a descida para a Nacional 8 e rolasse por alcatrão até às portas da Loja Movefree de Torres Vedras.

 

No final havia sinais de cansaço no rosto de alguns participantes... mas quem pedala por gosto não cansa! Venha o próximo... Venham quilómetros para pôr nas pernas! Amanhã é noite de pedaladas com a Movefree... Passeio Nocturno DVT... Vais perder esta saída? http://www.movefree.pt/pt/catalog/eventos/passeio-nocturno-lisboa-16-de-maio

 

 

 

 


Publicado por Eupedalo às 11:23
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Test Bike - Camber Comp, por André Egreja

André Egreja, 26 anos, é mecânico nas lojas Movefree: "Pedalo desde que me lembro. Comprei a minha 1ª “grande” bicicleta em 2003, mas antes disso já me aventurava pelos trilhos da Serra de Sintra. Sou um utilizador assíduo de bicicleta, seja no monte, a descer ou a subir, na estrada, no skate park ou nos dirts. Simplesmente, gosto de andar de bicicleta. Fiz alguns anos competição de donwhill com alguns bons resultados a nível nacional mas ultimamente tenho-me dedicado mais ao xc, maratona e enduro/allmoutain."

 

Bicicleta testada: Uma Camber comp:

 

 

Tipo de andamento, regularidade:

 

A Camber foi testada nas zonas de loures e Vialonga (mata do paraíso). O objectivo foi ver como é que a bicicleta se portava em diferentes tipos de terreno.  Inicialmente fizemos um pouco de alcatrão rolante até chegar a Vialonga e, chegando lá, foi sempre a subir até entrarmos nos trilhos da mata do paraíso. Aqui apanhámos lama, bastante na parte inicial, estradões com piso compacto e com alguma gravilha, singletracks com terra mais solta onde tínhamos mais aderência e onde deu para fazer algumas curvas mais rápido e a famosa "descida dos pneus", com piso duro e com pedra. O ponto mais alto foi no moinho, antes de começar a descer os pneus. O ritmo da volta foi médio/rápido com cerca de 30km percorridos.

 

Look and feel da bicicleta:

 

A bicicleta tem um look coerente, onde se salienta o facto de as cores combinarem bastante bem, desde os punhos, ao selim, ao próprio quadro, amortecedor, suspensão e as rodas. A bicicleta foi feita a pensar no conjunto. As primeiras impressões da bicicleta foram de grande conforto, ser alta e rolar muito bem.

 

 

Experiência de utilização:

 

Nos primeiros quilómetros que fiz no alcatrão dá para notar que a bicicleta rola bem. Em parte, o facto de ter suspensão e amortecedor com bloqueios ajuda bastante neste campo visto que não há desperdício de energia. No entanto, mesmo que se queira desbloquear o amortecedor para privilegiar o conforto, nota-se que a bicicleta mantém um comportamento muito bom neste tipo de piso. Graças ao sistema FSR o amortecedor oscila muito pouco quando se imprime alguma força na pedalada. No teste, a camber estava equipada com um ground control 2.1 control atrás, o que ajudou bastante quando estramos na mata. Nas subidas, tracção não faltou e, havendo pernas, consegue-se fazer as subidas bastante rápido! A camber demonstra uma ligeireza bastante grande quando se quer rolar rápido. Nas descidas de singlestracks, em ritmo médio, dá-nos bastante confiança. Os 120mm de curso que possui à frente e atrás e os seus pneus cardados ajudam bastante a transmitir uma sensação de controlo e de estabilidade. Quando a velocidade aumenta, é quando deixamos de ter essa percepção. Aqui, é o “kit de unhas” de cada um que conta. A camber permite fazer o mesmo que uma stumpjumper fsr mas, com os seus 120mm's de de curso e geometria específica, não é tão adequada para decidas muito rápidas.  Em termos de agilidade também lhe dou nota positiva, é muito  fácil de manobrar. A travagem é potente o suficiente para ritmos médio/altos e a transmissão porta-se muito bem, nunca tendo falhado durante o teste.

 

 

Componentes:

 

Para uma bicicleta de entrada de gama, a Camber vem muito bem equipada,nunca tendo falhado uma única vez. De salientar a suspensão e amortecedor rock shox com bloqueio, transmissão shimano e pneus specialized. Esta bicicleta é desenhada para pessoas que se queiram iniciar no btt e que gostam de fazer de tudo um pouco. Para aqueles que dão valor ao conforto e à segurança, principalmente, mas que também gostam de se aventurar nos trilhos do nosso país, sem descurar a presença nas maratonas."

 

 

 

Até 30 de Junho, para que a sua experiência de montanha fique completa, na compra de qualquer modelo Camber nas lojas MoveFree, oferecemos-lhe produtos no valor de 238EUR:


- Sapatos Tahoe, com opção de futuramente colocar o encaixe nos sapatos, para ter um controle superior sobre a sua bicicleta em descidas e subidas;

- Pedais de encaixe Ritchey Comp V4, para utilizar com os seus Tahoe e eliminar o ponto morto da pedalada e aproveitar melhor a força que faz em cima da bicicleta;

- Capacete Specialized Align, ajustado para uma experiência All-Mountain e que lhe vai permitir enfrentar com segurança os desafios do BTT;

- Conta Quilómetros Sigma 400, para guardar o histórico das suas pedaladas;

- Camelbak Rogue, que lhe permite carregar às costas dois litros de líquidos e outras ferramentas e componentes essenciais para a prática do BTT;

 

 

 

Texto: André Egreja

Fotos: Carlos Cruz


Publicado por Eupedalo às 09:54
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

SUBSCREVER FEEDS

ACERCA

Este é o blog da MoveFree. Um blog dedicado a todas as pessoas que pedalam, dos profissionais aos amadores, dos que competem em cima de uma bicicleta aos que gostam de dar umas pedaladas com a família e amigos. Um blog inclusivo e que se compromete a partilhar noticías e informações dedicadas ao ciclismo, à natureza e sustentabilidade.
Eu Pedalo on Facebook

TAGS

2011

24h

24h of exposure

aldeias sos

amigos do pedal

ana galvão

andré egreja

apoio movefree

atleta movefree

audace

avalanche

bicicletas

bike performance center

bikesharing

bmc

brasil ride

bruno espinha

btt

c.o.o.

campanha

campanhas

campeão europeu

cape epic

ciclovias

codigo da estrada

competição

criança

david rosa

dolce vita tejo

downhill

ecologia

enduro series

equipas

estrada

eventos

festival bike

filomena gomes

fórum sintra

forum sintra

freestyle

iceland luso expedition

inovação

itinerários da memória

joana marques

joão barbosa

lisboa

lousã

mafra

mafra btt

malandros btt

maratona de sintra

maratonas

master class

metralhas btt

moda

motovedras

movefree

movefree factory team

movefree/shimano

movefree_

natal movefree

nuno machado

oestebike

oribtt

pardal

passatempo

passeio movefree

passeio nocturno

passeios

passeios de loja

passeios nocturnos

patagonia luso expedition

paulo guerra dos santos

pedro dias

pedro duque

pedro maia

produtos

promoções

raid btt

ribamar

ricardo mendes

rockhopper sl

são martinho

saúde

scott

scott scale 900 rc

segurança

sintra

site movefree

solidariedade

specialized

stumpjumper ht

tapada nacional de mafra

test bike

torres vedras

transalp

treinos

triatlo

tutorial

urbano

todas as tags

ARQUIVOS

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

LINKS